Leitura do mês: Grande Magia de Elizabeth Gilbert


Clube do Livro - Grande Magia

Já que estamos (praticamente) no começo do ano, acredito que ainda dá tempo de fazer algumas resoluções de ano novo. Sendo assim, gostaria de recomendar uma: invista numa vida mais criativa.

Desde que me entreguei aos prazeres da minha curiosidade – seguindo ela pra todos os lados mesmo quando sabia que não me levaria a lugar nenhum – as coisas ao meu redor ganharam um colorido diferente, mais vivo e alegre, e eu compreendi que escolher várias opções em vez de uma só era exatamente como a minha banda tocava. Daí mergulhei no universo dos curiosos e comecei a procurar por inspirações (tipo palestras, livros e afins) que me trouxessem a confiança necessária para não ter medo de encarar as minhas múltiplas escolhas. Foi numa dessas buscas que descobri que Elizabeth Gilbert (autora de Comer, Rezar, Amar) estava prestes a lançar Grande Magia, um livro onde ela combinava suas memórias com ideias sobre a criatividade, persistência e sucesso a fim de nos incentivar a vencer nossos medos e descobrir a grande magia da vida.

Foram MESES de espera até conseguir colocar a mão no meu exemplar, e quando finalmente o fiz devorei o livro em dois dias praticamente sem absorver o conteúdo. Então, agora, após matar a minha fome compulsiva e voraz de leitura desesperada, vou abrir as páginas desse livro novamente com mais calma. Quero ler lentamente, com pausas entre as partes (o livro é dividido entre partes) para melhor interiorizar as ideias, as práticas, as histórias. E eu convido você para fazer essa leitura mágica comigo durante o mês de fevereiro. Ao final do mês, eu volto aqui para compartilhar tudo que o livro acrescentou na minha vida, no meu jeito de ver e sentir a criatividade – e se você quiser, pode compartilhar comigo o que ele acrescentou a você.

Sinopse:

Ao compartilhar histórias da própria vida, de amigos e das pessoas que sempre a inspiraram, Elizabeth Gilbert reflete sobre o que significa vida criativa. Segundo ela, ser criativo não é apenas se dedicar profissional ou exclusivamente às artes: uma vida criativa é aquela motivada pela curiosidade. Uma vida sem medo, um ato de coragem.

A partir de uma perspectiva única, “Grande Magia” nos mostra como abraçar essa curiosidade e nos entregar àquilo que mais amamos. Escrever um livro, encontrar novas formas de lidar com as partes mais difíceis do trabalho, embarcar de vez em um sonho sempre adiado ou simplesmente acrescentar paixão à vida cotidiana. Com profunda empatia e generosidade, Elizabeth Gilbert oferece poderosos insights sobre a misteriosa natureza da inspiração.”

Comente