Feng Shui e os Banheiros


Sempre considerei o banheiro a alma da casa. Por alguma razão que (ainda) desconheço, toda vez que entro em um banheiro tenho a sensação de que estou penetrando em um ambiente repleto de mistérios. Para mim, banheiros são lugares quase tão sagrados quando o quarto.

Antes de qualquer coisa, quero deixar claro que não sou nenhuma especialista em Feng Shui… sou apenas curiosa e desde que comecei a estudar e me aprofundar no universo do Chi Kung (resumidamente, técnica que utiliza a teoria dos meridianos e pontos de acupuntura, circulação de energia e outros conceitos para exercitar corpo e mente – ou seja, praticando exercícios de Chi King, estamos manipulando a energia do nosso corpo) fui ficando cada vez mais atraída pelas possibilidades apresentadas pela arte milenar de circulação de energia aplicadas em nossos lares. Basicamente, me ocorreu que se eu preciso manipular a energia em mim para encontrar equilíbrio, então era óbvio que seria necessário fazer o mesmo na minha casa. Foi então que comecei a pesquisar sobre Feng Shui.

Imagem: Via Pinterest

Dito isso, o que encontrei pela internet foi um compilado de “banheiros são ladrões de prosperidade e energia” e uma infinidade exageros com os mesmos princípios para o local.  Porém, como sou avessa aos conceitos de “bem” ou “mal” – e mantendo minhas crenças quanto ao banheiro ser um lugar sagrado fora de cena –, não me contentei com essas informações rasas e segui com minhas pesquisas.

Ainda bem.

Imagem: Via Pinterest

O que acontece é que banheiros possuem muitos ralos e fluxos de água (o termo “feng shui” significa “vento e água”), sendo a água um elemento de limpeza e purificação e os ralos lugares por onde tudo o que a água limpa, escorre. É claro que o banheiro tem lá suas peculiaridades e exige um cuidado mais especial, mas ele não é um vilão que traz energias negativas para a casa. Na verdade, ele pode ser a sua fonte pessoal de escoamento das energias negativas, basta mudar de perspectiva e olhar para o ambiente como ele realmente é: um lugar de limpeza.

Imagem: Lisa Cohen for Home Life

É no banheiro que nos livramos daquilo que não é mais necessário em nosso corpo, seja física ou energeticamente. É nele, também, que despejamos para fora tudo que está nos fazendo mal. Do meu ponto de vista, banheiros são praticamente hospitais caseiros de plantão 24h por dia. E como todo bom hospital, ele precisa de cuidados para nos atender bem.

Aplicar o Feng Shui não é uma ciência exata, pois é necessário um estudo de cada casa (assim como pessoas que procuram tratamentos, o que funciona para um pode não funcionar para outro). No entanto, existem alguns truques básicos que se aplicam em todos os casos e que ajudam bastante a equilibrar o fluxo de energia dos banheiros.

Lembram que mencionei o fato de achar que banheiros eram a alma das casas? Pois bem, minha crença tem fundamentos. Afinal, já é sabido por quem segue um estilo de vida não tradicional, que as doenças do corpo físico são um reflexo do desequilíbrio do corpo energético. Ou seja, um banheiro (espírito) bem equilibrado, não escoa as energias da casa (corpo) pelos ralos. Além disso, quando alguma coisa não anda bem “do lado de fora”, recorremos ao “lado de dentro” para recarregar as energias e buscar inspiração (relaxamento e grandes ideias sempre ocorrem durante o banho, certo?), e também para nos purificarmos e para nos livrarmos do excesso de energias ou de toda e qualquer energia negativa. O banheiro da sua casa poder ser, sim, um lugar sagrado. Para isso, eis os cuidados básicos:

– Capriche na decoração; decore com alegria, criatividade e bom gosto; transforme o banheiro no seu spa particular.

– Mantenha portas fechadas e tampas dos vasos sanitários abaixadas.

– Faça uso de velas aromáticas.

– Se o banheiro e o quarto estiverem lado a lado, evite colocar a cabeceira da cama encostada na parede que faz divisa com o banheiro.

– Acrescente um vaso com planta ou – no caso de banheiros sem iluminação natural – um vaso decorativo com terra e pedras.

– Se o banheiro está posicionado na região Norte, Nordeste, Noroeste da casa ou se é preciso deixar a porta aberta por ele ser fonte de luz para algum outro ambiente, utilize uma bola de cristal facetado pendurada no centro do batente da porta com um cordão vermelho (de preferência com 9cm entre o batente e a bola).

Imagem: Via Pinterest

Com esses pequenos cuidados, banheiros se transformam em ambientes de cura e purificação. Invista com carinho e atenção!

Comente