Equinócio de Primavera – Ostara


Ainda me lembro do dia em que percebi que tinha me reconectado com os ciclos da natureza. Foi exatamente a três anos atrás. Não me lembro o que estava fazendo, mas lembro nitidamente do impulso que tive em decorar o apartamento com flores. Naqueles dias, ainda não tinha o pequeno jardim com ervas, chás e flores que tenho na minha varanda, então, foi com surpresa que recebi o chamado dessa vontade louca e imediata de decorar minhas prateleiras e móveis com as cores vibrantes da natureza.

Photo by Alisa Anton on Unsplash

Photo by Alisa Anton on Unsplash

Eu estava começando o meu processo de reconexão com as minhas origens, mas ainda não estava familiarizada com as datas comemorativas da Roda do Ano – uma espécie de calendário pagão que se baseia no ciclo natural da vida, em harmonia com as estações do ano. Então, quando a vontade de espalhar flores pela casa bateu, meu primeiro instinto foi correr até a minha “bíblia pagã”, o livro O Poder da Bruxa, da Laurie Cabot, apenas para tirar a dúvida. Eu não estava certa ainda, mas estando em setembro, suspeitei que talvez essa vontade estivesse em sintonia com a chegada da primavera. Quando virei as páginas do livro até a parte das celebrações e confirmei que a minha súbita vontade estava alinhada com essa época do ano, tive a sensação de que algo mágico começava a se manifestar em minha vida. Corri para o calendário gregoriano e ali estava a certeza: naquele dia, precisamente, era equinócio de primavera. Desde então, não preciso mais de calendário para perceber a chegada dos equinócios e solstícios. Intuitivamente, apenas sei. A vontade de mudar a decoração ou cozinhar algo diferente ou praticar algum ritual sempre aparecem quando os dias de celebração estão próximos. E hoje não foi diferente.

Photo by Artsy Vibes on Unsplash

Photo by Artsy Vibes on Unsplash

 

Escolhi a data de lançamento do meu livro, Coração Boêmio – Diário, sem prestar atenção no calendário. Foi somente quando a data se aproximou que percebi a “coincidência” toda. Meu livro foi lançado no Equinócio de Primavera e durante a Lua Nova. Isso é o que eu chamo de sincronicidade. Porque tanto o Equinócio de Primavera quanto a Lua Nova representam novos começos, renascimento, tempo de plantar as sementes do que queremos colher durante aquele ciclo. E o meu livro, assim como a nova fase do blog, nasceram para o mundo na melhor época para florescer. Mas o que me deixa mais feliz é saber que fiz tudo isso intuitivamente, em conexão com o ciclo natural da vida.

Hoje é dia de celebração da Roda do Ano, é dia de Ostara. Nesse ciclo, a melhor coisa que podemos fazer é semear tudo que queremos colher. Devemos plantar as sementes dos nossos projetos, sonhos e objetivos, assim como devemos plantar amor, paz e felicidade. Vamos regar nossos jardins com pó mágico e água encantada, cuidar dele com ternura e carinho. Vamos decorar nossas casas – internas e externas – com alegria, cores e amores. Vamos celebrar com bolos e pães com grãos e ervas e sucos e frutas da estação. Vamos renascer com força e delicadeza, trazendo à tona quem queremos ser nessa nova fase, nesse novo ciclo.

💐🌹🌼Ostara🌸🌻🌷 Chegou a estação para semear, plantar, renascer. O ciclo da nova vida chega de mãos dadas com a Lua Nova. Melhor fase para novos começos e nascimento de novas ideias e objetivos. É tempo de florescer, meu povo. Vamos tirar o mofo do inverno, sacudir o pó da preguiça, derreter o gelo do frio de vez e esticar nossas lindas folhagens de encontro ao sol e aproveitar os dias mais longos. Decore o seu lar com alegria e vista uma coroa de flores, porque a Mãe Terra está despertando cheia de amor e cores! 🌾🌺🍀 . . . #coracaoboemio #vidamagica #ostara #equinociodeprimavera #springequinox #primavera #spring #flowers #flores #triboboemia #maeterra #maenatureza #witchlife #witchesofinstagram #vidadebruxa

A post shared by {Pamela} Coração Boêmio (@coracaoboemio) on

Eu sou absolutamente apaixonada por Samhain (a famosa celebração de Dia das Bruxas) e sem sombra de dúvida essa é a minha data favorita da Roda do Ano. Mas Ostara tem cadeira cativa no meu coração, porque foi nessa data – no ciclo de renascimento e novos começos – que a minha reconexão com a Terra ressurgiu, foi quando minha deusa interior reassumiu seu trono em minha vida, foi quando meu verdadeiro eu começou a mostrar sua face no plano físico. E, por isso, hoje é um dia muito especial para mim. Hoje, eu celebro o meu renascimento.

Photo by Jordan Whitt on Unsplash

Photo by Jordan Whitt on Unsplash

E você, o que vai celebrar hoje?

Comente